Tarot - Conselhos da Semana - 06 a 12 de Fev.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017


É sempre muito bom começar a semana com orientações que nos fazem refletir e que podem, até mesmo, nos livrar de dar um passo em falso que coloque tudo a perder. Seria desperdício de energia lutar tanto para deixar que tudo se afogue no final, não é mesmo? Sendo assim, uma forcinha básica dos oráculos é muito bem vinda! E o que as cartas dizem para esta semana? Vamos consultá-las...


Como já expliquei na semana passada, a técnica utilizada foi a de duas cartas, ou seja, um Arcano Maior indicando a ação, e um Arcano Menor, ajudando com a explicação, com os motivos. Eu uso o Tarot de Marselha, que é o meu preferido, é aquele ao qual melhor me identifico e me conecto. No entanto, há vários outros que são extremamente eficazes também. Ah, e para quem gosta dos conselhos dos oráculos, em breve teremos uma coluna especial para o Baralho Cigano, onde buscaremos orientações para a área sentimental (amor) e, também, as Runas, que são bem objetivas  e taxativas com as suas mensagens.
Bem, vamos deixar tudo isso para o momento certo e cuidar do que precisamos agora... Conselhos do Tarot de Marselha para esta semana. E as cartas que saíram foram...




O Eremita, que é o Arcano Nove dentre os Maiores, e Oito de Paus. Então, seguindo nossa rotina, vamos falar primeiro da simbologia dessas duas cartas - de maneira bem sucinta e rápida -, e só depois passaremos para os conselhos.


O Eremita - Arcano IX (9) - Maturidade
Número 9 - fim de ciclo, espiritualidade;
Palavras-chave - sabedoria, prudência, isolamento, autoconhecimento.

Oito de Paus
Número 8 - regeneração, equilíbrio;
Naipe de Paus - Elemento Fogo, negócios, espiritualidade.


— O que O Eremita nos diz? —
É tempo de parar e analisar as coisas, esquadrinhar o que acontece ao nosso redor e, também, em nosso interior. Decerto, estamos agindo com ingenuidade, gritando ao mundo nossos feitos, nossas conquistas. Nem sempre (quase nunca) isso é o certo a fazer. Obviamente, devemos nos alegrar com os objetivos alcançados e com as barreiras ultrapassadas. No entanto, é preciso enxergar certas atitudes com outros olhos. Como o mundo vê um brado de alegria por uma conquista? Como felicidade genuína ou como ostentação? E o que engloba tudo isso? Outro ponto extremamente importante de ser abordado em nossas reflexões: Estou mesmo apenas compartilhando da minha alegria ou estou “jogando na cara” de quem nunca acreditou?... Picuinhas te trarão mais vitórias? Faça essa autoanálise e busque a sabedoria.
Agora, se todos os seus planos estão indo por água abaixo muito antes de serem colocados em prática, o conselho do Arcano é bem simples: Cale-se! Pare de contar a todos sobre o que deseja fazer, sobre suas metas e sobre cada passo que dará para conquistá-las. Este é o momento de agir com cautela, na surdina, como um felino espreitando pelos telhados das noites escuras. Sabe aquela história dos mineiros...? “Quem come quieto é quem bota pra quebrar”. Bem, fico feliz em informar que os mineiros estão cobertos de razão! Comece fechando a boca ou, até mesmo, “calando os dedos” (nada de correr para o Whatsapp e contar tudo à melhor amiga sobre as ideias que surgiram na mente. Ela é mesmo sua melhor amiga? Quer o seu bem? Tome cuidado, o seguro morreu de velhice).
Certo, Kendra... Mas... Por quê esse conselho? Por que me isolar?
Em primeiro lugar, o momento não é de isolamento total, e sim de prudência e discrição. Tome cuidado para não se retrair totalmente e isso acabar com sua vida social, com sua alegria e com tudo que há de bom. Explicada essa parte... Vamos compreender os motivos de O Eremita nos pedir cautela ao analisar o Oito de Paus.

— O que o Oito de Paus nos diz? —
A sorte está a seu favor, é o momento de agir, porém, sempre de acordo com o que disse o Arcano Maior: com discrição, com prudência, mas sem deixar de aproveitar os bons ventos que sopram em nossa direção. Essa fase passará rapidamente, portanto, não podemos deixar que passe sem que sejamos beneficiados. Então, por que o Arcano Maior pediu prudência?... Porque há muita inveja envolvida, alguém não se alegra do seu sucesso. Essa pessoa se sente enciumada, acreditando que tudo de bom que acontece com você deveria acontecer com ela. Sendo assim, tome cuidado com o “disse que disse” que gera muitos maus entendidos, provoca confusões. Faça o que tem que ser feito, mas o faça em silêncio. E quando os louros da vitória te forem entregues, o (a) ciumento (a) e invejoso (a) em questão ficará tão estupefato (a) que não saberá como agir. Aliás, não terá mais como agir, nada mais poderá ser feito para retirar dos seus ombros os méritos que te pertencem. Porém... Eu sempre arrumo um “porém”, sei disso, faz parte... O seguro morreu de velho, não foi o que eu disse acima? Então, vamos nos precaver. Use uma pedra de ônix consagrada na chama de uma vela, aproveita a Lua Crescente para fazer feitiços que abrem seus caminhos - e tantos outros pedindo prosperidade - e vamos em frente, porque atrás vem gente - ciumenta e invejosa!


Caso tenha alguma dúvida ou precise de conselhos particulares, fale conosco:
dragoesdaluanegra@gmail.com


Abençoados sejam!







*Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. A reprodução parcial ou total deste texto está terminantemente proibida e é protegida por lei*.

0 comentários:

Postar um comentário