Lua Nova - A Criação

sábado, 28 de janeiro de 2017


Ontem, por volta das 22 horas, a Lua Nova adornou o céu brasileiro. Sua energia é sentida por todos aqueles que buscam e praticam a magia. Talvez, também sentida por muitos que nem faziam ideia do poder emanado. A mulher grávida, já em final da gestação, entrou em trabalho de parto e deu à luz... As marés mudaram de ritmo... O ciclo menstrual se antecipou ou atrasou... Uma ideia, do nada, surgiu na mente de um publicitário. O que foi tudo isso? O poder da Lua Nova!


“Um astro... Aquele astro representava tantas coisas que era possível se perder na variedade de simbolismos que estampavam sua face. A Lua... A linda e formosa Lua... A luminosidade celestial dos apaixonados... O adorno do planeta... A musa sublime dos poetas... Sempre aquecida pelo seu nunca alcançado amado, o Sol... Que, mesmo do outro lado, enviava seus raios para avivar a chama de um amor eternamente impossível... Bem, possível, sim... De tempos em tempos, quando os amantes eclipsavam seus corpos celestiais no encontro magnífico que contracenavam... Um verdadeiro espetáculo aos desesperançados da Terra”.
— Livro Ocultos, Eclipse Sagrado, página 249 —

A Lua Nova representa o renascimento, o reinício, a fase da criação, das ideias, da aceitação dos fatos após o autoconhecimento obtido na Lua Negra, onde fomos transformados. É o tempo de colocar novos projetos e ideias no papel, trabalhá-los, pois existe uma força que nos move nesse sentido quando a Lua Nova estampa o empíreo sagrado.
Na simbologia divina, retrata o renascimento da Deusa, o caminho do crescimento até virar a jovem e desejada donzela. Nessa época, além de dar início aos novos projetos que acabamos de idealizar, clamamos para que nosso ser atue em novas e boas atitudes. A família se torna o nosso alento, o amparo, afinal, uma criança, por mais independente que seja, precisa de proteção e direcionamento. Não falamos aqui apenas da família civil, aquela que ganhamos de brinde quando nascemos - pai, mãe, irmãos. - Trata-se, também, da família espiritual, da família divina. Mesmo que falemos mais para frente sobre a Lua Negra, é importante frisar que, nessa fase, decidimos aceitar nossos erros do passado, consertar nossas ações do presente para que os mesmos lapsos não sejam novamente cometidos e nos entregarmos de coração aos braços da Deusa. Somos jogados em seu caldeirão, fervidos, desmanchados... Nossa essência é remoldada pelas mãos da Senhora da Sabedoria, e recolocada no ventre da Deusa. Então, renascemos transformados. Precisamos ser preparados para os novos desafios, para o que o novo ciclo nos apresentará. É na Lua Nova que buscamos esse conhecimento, sempre permitindo que a Mãe pegue em nossa mão e nos oriente, conduzindo-nos pelo caminho certo. É comum em um grupo ou em um Coven abençoar os jovens neste Esbbath, pedindo para que sua inocência tenha muito a nos ensinar, assim como por nós são ensinados.
É o tempo de deixar o passado no lugar onde realmente deve estar - ou seja, lá atrás, no próprio passado. - A autopunição chegou ao fim. Aceitamos o que fomos, nossos erros e acertos. Agora, é um novo tempo, e devemos nos focar no presente para que o futuro nos seja favorável, afinal, nada sabemos daquilo que ainda nem existe ou nem aconteceu, mas podemos plantar... Cientes de que boas sementes sempre geram bons frutos.
Representando toda essa inocência e jovialidade, o branco é uma das cores sugeridas para a Lua Nova. Para quem tem a oportunidade de montar um altar no local onde fará o ritual, é importante colocar nele algo que simbolize o projeto que tem em mente. Tire um tempinho dentro do ritual para meditar sobre isso, visualize o projeto já findado, colocado em prática, trazendo sucesso e prosperidade. Atraia boas vibrações a ele. 
Mas... Como realizar um ritual da Lua Nova?
Não há necessidade de desespero nem de ansiedade, porque não tem nada de complicado, não exige uma montanha de itens quase impossíveis de se conseguir às pressas e não é tão difícil de ser realizado. Abaixo, deixaremos algumas sugestões de como celebrar o Esbbath da Lua Nova, um passo a passo básico para que você aproveite essa fase poderosa para as novas jornadas. Vamos lá?

• Passo 1 - Limpeza física e espiritual
É a primeira vez que vai realizar um ritual? Em primeiro lugar, tenha em mente que nenhuma magia funciona sem realmente acreditar naquilo que se pratica. Creia em si mesmo, nos Deuses, nos Guardiões Elementais - ou Elementares -, nos seus Guias Espirituais, na força que rege o Universo... Apenas creia! Com a fé no seu coração, escolha um local para fazer seu ritual, pode ser seu quarto, caso divida o lar com outras pessoas. Ajeite a bagunça, guarde cada coisa em seu devido lugar, leve as roupas sujas para a lavanderia, tire o pó, varra cada cantinho. E agora?... Agora, passe um pano umedecido na água com um pouco de sal grosso. Se quiser, pode colocar uma essência que ative a limpeza, como lavanda ou eucalipto. Tudo isso serve apenas para movimentar as energias paradas, estagnadas, pois elas se tornam negativas. Retire-as do local, deixe apenas as boas vibrações. Se for preciso, acenda um incenso.
Agora, separe o cantinho especial... Se tiver uma mesa, use-a como altar, e não será preciso deixar tudo montado depois que terminar o ritual, então, será apenas por um momento. Cubra o tampo da mesa com um tecido branco ou de qualquer outra cor clara - bem clarinha, tons pastéis. - O que mais?... Calma, vamos cuidar do nosso corpo agora.
Prepare um banho energético, basta ferver um litro de água e jogar um punhado de sementes de girassol. Deixe ferver mais um pouco, apague o fogo e abafe a panela. Quando amornar, coe. As sementes podem ser jogadas na natureza depois. Agora, tome um banho higiênico e, no fim, jogue a água do banho energético do pescoço para baixo. Sinta a vibração poderosa do Sol revigorando cada célula do seu corpo... Do Sol? Sim, do Sol... Quem é que emana luz para que a mesma seja refletida na Lua e enviada a nós? O Sol - Ok, explicando a metáfora: Sol = Deus; Lua = Deusa; Luz do Sol = semente que fecunda o ventre da Deusa; Luz do Sol refletida pela Lua e enviada a nós = “dar à luz”, nos fazer renascer.

• Passo 2 - Separando os Materiais
Bem, creio que, neste ponto, ainda que você seja um (a) bruxo (a) iniciante, já saiba como o Círculo Mágico tem que ser traçado. “Ah, eu sei, mas não faço ideia de onde fica cada quadrante”... Tudo bem, isso não é problema. Caso queira fazer tudo certinho e invocar os Elementais da Natureza nos seus respectivos quadrantes, acendendo velas e tudo mais, temos uma coisinha básica que nos salva nessas horas, chama-se “tecnologia” - mais especificamente, “aplicativo de bússola”, bem fácil de baixar em seu celular pelo Play Store. - Enfim, caso não queira se arriscar nos quadrantes, basta chamar cada Elemental com amor, respeito e, se possível, representando-os, ainda que de maneira simples, no altar. Pode ser com velas coloridas, da seguinte forma:

VERMELHA - FOGO
MARROM OU VERDE - TERRA
AZUL - ÁGUA
AMARELA - AR

Outra maneira de representar os Elementais é colocar objetos que salientem suas essências, assim:

VELA (PODE SER BRANCA OU VERMELHA) - FOGO
VASO DE PLANTA OU UMA FRUTA - TERRA
COPO DE ÁGUA - ÁGUA
INCENSO - AR.

Simples, não? É importante ter um athame ou algo que o simbolize, como uma faca, para traçar o Círculo no chão. Calma, ninguém vai riscar o piso de madeira nem arranhar o porcelanato, é um traçado simbólico, não precisa demarcar o círculo literalmente, apenas passe a lâmina com suavidade. Não é preciso nem encostá-la no chão, basta que fique rente. O que importa mesmo é a força da sua energia.
Se você já está em uma fase mais evoluída ou, até mesmo, gosta de se arriscar - o que não é recomendável sem um estudo antes -, pode invocar alguma divindade para seu Círculo Sagrado. 
Importante: não misture os panteões; não invoque uma divindade que não conheça; se não sabe o que fazer, mas acredita que exista um princípio feminino e um masculino, chame-os, respeitosamente, por Deusa e Deus. Os mesmos podem ser representados por uma vela negra (Deusa, simbolizando a noite) - e um caldeirão, se tiver - e uma vela branca (Deus, simbolizando o dia) - e o athame, se tiver.
Para completar, escreva em um papel todas as suas novas ideias, seus novos projetos, suas novas metas, suas novas atitudes... Coloque esse papel no altar, simbolizando sua nova fase.

• Passo 3 - Traçando o Círculo
Convide os Elementais da Natureza, de um por um, ao seu ritual. Não precisa usar palavras rebuscadas e pomposas. Seja simples, mas fale com o coração. Peça para que lhe ajudem a percorrer esse novo rumo, para que lhe protejam e para que mantenham as energias negativas longe. Em breve, faremos um post específico para cada um dos Elementais. Por enquanto, basta saber que as Salamandras são os Elementais de fogo; os Gnomos (alguns usam Duendes) são os da terra; as Ondinas (também chamadas de Sereias, talvez sejam parentes) são os da água; e os silfos (primos das Fadas, quem pode afirmar com certeza?) são os Elementais do ar. Feito isso, caso queira, chame pelos Deuses da forma que foi explicada no passo anterior.

• Passo 4 - Apresentando os Projetos
Sim, este é o momento de abrir seu coração e de conversar com os Elementais e com os Deuses, de pedir para que abençoem suas novas ideias, projetos e metas. Seja sincero, pois os Deuses conhecem seu coração e, como bons Pais, caso vejam que algumas metas ou projetos não darão certo, não serão para o seu bem, que poderão te prejudicar ou prejudicar outra pessoa, nada disso vingará. Será desperdício de energia. E não é porque os Deuses são ruins, muito pelo contrário, Eles desejam nos livrar do pior. De alguma forma, mandarão um sinal, em sonho ou estampado em um oráculo, para nos avisar dos riscos. No fim das contas, a decisão é sempre nossa, e teremos que arcar com as consequências dos nossos atos. Plantamos boas sementes, colhemos bons frutos.
Não tenha pressa, lembre-se de que agora somos como criancinhas renascidas e sedentas de orientações. Procure também não usar orações prontas que encontrou pela internet, mais vale uma conversa simples e sincera com os Deuses que palavras cheias de pompas cujos significados desconhecemos.

• Passo 5 - Meditação
Sim, meditação! Aproveite a penumbra do ambiente, que está parcialmente iluminado apenas pelas chamas das velas, coloque uma música tranquila (há várias boas playlists para meditação no Youtube), sente-se com as costas retas - não deite, o intuito da meditação também é relaxar, porém, dormir é fora de cogitação -, pouse as mãos sobre as coxas com as palmas viradas para cima, feche os olhos, respire fundo e visualize em como poderá ser sua vida após cumprir as metas e os projetos que elaborou. Atraia essa felicidade e realização para sua existência. Não precisa de muito tempo, dez minutos é o suficiente. Se for preciso, coloque o celular para despertar, já que estará de olhos fechados e concentrado na meditação - deixe o celular no mudo, nada de ficar respondendo aos amigos que chamam no Whatsapp.

• Passo 6 - Fechando o Círculo
Agradeça a presença dos Deuses e dos Elementais em seu ritual, despeça-se com respeito. Caso tenha acendido uma vela para cada Elemental, pode apagá-las na ordem inversa da chamada com a lâmina do athame ou da faca. Essas mesmas velas podem ser usadas em outro ritual. As velas dos Deuses podem queimar até o fim, pois pedidos foram feitos, e tais velas também funcionam como oferendas, como presentes a Eles.

Um ritual, seja ele qual for, ainda que simples, toma nossas energias. Então, é possível que se sinta cansado. Não se assuste, também não se vanglorie do cansaço, não é porque se sente morto de sono que seu ritual foi melhor ou mais poderoso. A fé sincera do seu coração é o que dirá isso.
Bem, como puderam ver, celebrar a Lua Nova não é nada do outro mundo - ok, até é, porém, nada tão difícil que não consigamos fazer, certo? - Ainda dá tempo de praticar o seu, a Lua Nova está, literalmente, “nova” no céu. E esse é um dos melhores Esbbaths para os iniciantes, pois simboliza um novo caminho, uma nova jornada na sua existência.

Abençoados sejam!






*Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. A reprodução parcial ou total deste texto está terminantemente proibida e é protegida por lei*.

0 comentários:

Postar um comentário